Uma consequência desta intervenção foi ainda a criação de condições para o acesso à igreja de pessoas com limitações físicas. Através da abertura de uma nova porta lateral, que também facilita o escoamento dos fiéis, a igreja ficou dotada com condições para receber todos, quantos pretendam ter acesso ao seu interior. As obras, que ascenderam aos 317.500 euros, foram financiadas pelo ProAlgarve e pela Câmara Municipal de Tavira, e contemplaram igualmente a instalação de novo sistema eléctrico e esgotos, bem como a construção de uma casa de banho. Os trabalhos, com um prazo de execução de 15 meses, terminaram em Julho passado, tendo os paroquianos celebrado a Eucaristia durante este tempo no salão dos Bombeiros e no espaço de Formação e Cultura do Centro Paroquial de Cachopo, a antiga escola primária. A reabertura da Igreja foi assinalada com uma celebração da Eucaristia, presidida pelo Bispo do Algarve, D. Manuel Neto Quintas, seguida, à tarde, de uma visita à exposição alusiva à reconstrução do templo e, à noite, de um concerto na Igreja com o músico Luís Conceição. Presente esteve também o Bispo emérito do Algarve, naquela que foi uma das raras presenças de D. Manuel Madureira Dias em actos públicos diocesanos. Igualmente presente esteve o pároco, padre Francisco Boncompte, para além de outros sacerdotes. Após uma arruada pela aldeia da Banda Musical de Tavira, Albino Martins, membro do casal de leigos mandatados, ao serviço permanente da paróquia de Cachopo, dirigiu algumas palavras aos presentes. “Desejo que todos nós, queridos irmãos que aqui celebremos juntos a fé, que vejamos esta igreja, como o templo santo onde Deus habita. Procurai aqui a intimidade com Deus, para que partamos daqui mais dignos a ser morada de Deus no meio dos homens. Aqui encontrareis o silêncio e o recolhimento. Será espaço de formação, de reconciliação e de conversão. Aqui escutaremos a Palavra de Deus. Aprenderemos a rezar e faremos oração pessoal e comunitária. Celebraremos os Sacramentos. Aqui receberemos um dinamismo novo para a missão. Perceberemos que do lugar onde Deus habita, Ele nos enviará a testemunhar o seu Amor”, afirmou. O Bispo do Algarve também manifestou a sua gratidão em relação a todos quantos contribuíram para reconstruir a igreja e exortou os paroquianos a permanecerem firmes na fé, pela acção do Espírito Santo, constituindo uma Igreja feitas de pedras vivas, não se limitando a focalizar a sua atenção na igreja, templo agora renovado. Nesse sentido, aproveitou ainda o facto de 6 jovens terem recebido o Sacramento do Crisma para salientar este aspecto. Depois do almoço que teve lugar no salão do futuro Lar de Cachopo, ainda em construção, outros momentos significativos se seguiram, com destaque para a inauguração da sede da Caritas Paroquial de Cachopo. No contexto festivo do dia foram ainda visitados os novos arruamentos da aldeia de Cachopo e descerrada a placa toponímica na Rua Amílcar Mendes. Foi também apresentada na antiga telescola, a obra de Solange Tavares, intitulada ‘Contos breves e outros afectos’.