Das duas conferências apresentadas, ao longo do dia, nesta iniciativa promovida pela Caritas do Algarve, resultou a ideia de que é necessário organizar melhor a Igreja para responder às solicitações de muitos pobres, oprimidos, aflitos e desanimados. A urgência da Igreja reajustar respostas que ninguém procura à realidade concreta da sociedade e do mundo, foi uma das questões mais sublinhadas, a par da premência em estabelecer uma articulação, uma estruturação e a criação de uma rede de trabalho que ajude também a suscitar uma maior consciência social. A constatação de que só o amor poderá manter o trabalho nesta dimensão pastoral e a certeza de que só a esperança futura sustentará a sua continuidade foram outros aspectos relevados. Sob o tema “Acção Social – Intervenção Cristã”, a iniciativa contou com a presença do Bispo do Algarve, D. Manuel Quintas, e teve como oradores o padre José Maia e a deputada Maria do Rosário Carneiro. Ouvir as Conferências e ler as Conclusões em https://www.diocese-algarve.pt/site/index.php?module=ContentExpress&func=display&ceid=76