Já há algum tempo que o seu pároco, cónego José Rosa, tinha constatado a necessidade de intervenção naquele templo. Assim, após uma avaliação técnica, foi confirmada a urgência de intervenção que passou pela mudança e limpeza das cantarias exteriores, pinturas interiores e exteriores, intervenção nos telhados, consolidação do arco da capela-mor e em assegurar a sustentabilidade da abóbada da igreja, colocando esticadores de aço, entre outras técnicas de estabilização. Aquela igreja tinha sido restaurada em 1993 sem que até aqui tenha sofrido qualquer intervenção, daí a premência dos trabalhos. O custo destas obras de restauro ascenderam a cerca de 200 mil euros.