Inicio / Noticias / Igrejas da paróquia de Querença vão ser recuperadas

Igrejas da paróquia de Querença vão ser recuperadas

As obras vão incidir na recuperação do interior e exterior das igrejas que se encontram degradadas. Considerada como parte integrante do património cultural de origem religiosa do concelho de Loulé, calcula-se que a igreja da Nossa Senhora da Assunção, um dos mais importantes testemunhos da arte manuelina no concelho de louletano, remonte aos anos vinte ou trinta do século XVI. Na primeira metade de setecentos recebeu uma memorável ornamentação no seu interior, com a elaboração de um conjunto de cinco retábulos barrocos, exemplares notáveis do mestre entalhador Manuel Martins. Do século XIX, mais precisamente do ano de 1871, pensa-se que seja a data do frontão da fachada principal do edifício e a janela emoldurada que possibilita a iluminação do coro alto. No que diz respeito à igreja do Pé da Cruz, trata-se de uma ermida ou capela com origens também no século XVI. Foi destruída pelo terramoto de 1755 e, em 1861, foi reedificada, devido aos esforços do então pároco, padre Joaquim da Costa Mealha, com o auxílio de alguns paroquianos. Também ela localizada no centro da aldeia, é também referência em termos de património religioso no município louletano e um dos locais de passagem obrigatória para os turistas que visitam Querença. Refira-se que a verba disponibilizada pela autarquia para recuperação das duas igrejas corresponde a 30 por cento do financiamento, sendo que 60 por cento é suportado pela CCDRA e os restantes 10 por cento financiados pela própria Fábrica da Igreja Paroquial.

Verifique também

Cristãos, judeus e islâmicos debateram a multiculturalidade no Algarve

Após a intervenção de Sara Ferreira, antropóloga, sobre a questão da multiculturalidade, Ralf Pinto, director …