Licenciada em Economia, chegou ao Carmelo de Faro no dia 16 de Julho de 2004. Até aí exercia a sua profissão no Banco de Portugal, onde desempenhava uma função de relevo na hierarquia da instituição. Decidiu, no entanto, renunciar a tudo o que tinha para tomar a decisão de entrar para o Carmelo a fim de verificar o chamamento que sentiu à vida consagrada como carmelita descalça. Iniciou então o postulantado – tempo de experiência e preparação para o Noviciado – e foi revestida do hábito de Nossa Senhora do Carmo no dia 2 de Fevereiro de 2005. A história da irmã Lúcia – que apresenta a todos, na secção ‘Opinião’ deste Portal o convite para participarem da celebração da sua profissão – cruza-se, com o acontecimento do Ano Jubilar de 2000, altura em que se inicia na sua vida um processo de conversão. A vivência das celebrações pascais desse ano, assim como uma peregrinação que realizou à Terra Santa também em 2000, assumem particular importância e significado na sua mudança de vida. O Carmelo de Faro acolhe presentemente 12 religiosas.