Com o carisma da educação e o ensino, as férias não significam paragem para as irmãs Doroteias. O Verão surge antes como um desafio onde as religiosas envolvem os jovens. Depois do Algarve mudam-se para Évora onde, durante uma semana, vão desenvolver actividades próprias com a população, “procurando descobrir os valores da população”. Haverá momentos de oração e de convívio conjunta com os eborenses. Mas os projectos de Verão da Pastoral Juvenil das Doroteias não se esgotam em Portugal. Angola e o Brasil vão receber os jovens para trabalhar nas favelas. A irmã Alice Simões frisa que estas experiências de voluntariado “não servem para fazer algo de muito extraordinário, pois o tempo é curto, mas acima de tudo ser presença”. A Fundadora das Doroteias, Santa Paula, dava especial prioridade à juventude. “Foi atendendo à juventude na sua época, no século XIX, que a Congregação nasceu”, explica a religiosa que aponta a atenção permanente aos jovens. Tendo a evangelização como base do seu carisma, a Congregação possibilita a vivência desta “experiências, especialmente aos jovens, pois acreditamos que isto os ajuda a crescer”. São Tomé e Príncipe recebe os jovens da Pastoral Juvenil das Doroteias entre 28 de Julho e 25 de Agosto. Angola será país anfitrião entre 30 de Julho e o final de Agosto. Durante todo o mês de Agosto os jovens estarão nas favelas no Brasil e em Moçambique(em Lichinga). Mais informações em http://pjvdoroteias.blog.com