Segunda-feira 16 de Setembro de 2019
Inicio / Noticias / Jovens algarvios convidados valorizar a Palavra de Deus na Quaresma

Jovens algarvios convidados valorizar a Palavra de Deus na Quaresma

Segundo o Sector Diocesano da Pastoral Juvenil (SDPJ), a campanha “surge do sentir e desejo de muitos catequistas e animadores juvenis”. “Sabemos que existem as chamadas «Campanhas» para as crianças e adolescentes e que nem sempre é exequível nos grupos de jovens. Esta proposta procura responder ao apelo e necessidade de muitos animadores juvenis e colmatar a ausência de um itinerário quaresmal que gere no jovem uma vivência intensa deste Tempo”, explica o SDPJ, garantindo ser desejo que “este itinerário leve cada jovem a sentir-se próximo de Jesus Cristo e a senti-l’O como Aquele que caminha sempre a seu lado”. “É nosso desejo que o jovem perceba e se relacione com Jesus Cristo como uma pessoa (divina) que sente como ele e com ele a sua existência e deixe de entendê-lo como teoria ou doutrina; é nosso desejo que cada jovem chegue à grande Festa da Páscoa com vontade firme e decidida de «continuar a caminhar n’Ele», o Ressuscitado”, acrescenta-se. O SDPJ sublinha que, “nesta caminhada, tem particular importância o Animador ou Catequista do grupo, o qual procurará animar, conduzir o encontro e, através da sua criatividade, dar alma aos conteúdos aqui propostos”. “A nossa proposta não é «dogmática»: poderá o animador reformular ou encontrar formas criativas de tornar exequível a nossa proposta, consoante a circunstância do seu grupo concreto; quem sabe levar mesmo mais longe esta proposta, a fim de que tenha expressão na comunidade paroquial”, sugere-se. O SDPJ explica ainda ter tido alguns factores em conta na escolha do tipo de proposta apresentada. Por um lado, “o Ano Paulino, celebrado em toda a Igreja, sobretudo tendo presente a paixão, vivência e relação de São Paulo com a Palavra de Deus – Paulo vivia da Palavra e para a Palavra”. Por outro lado, o último Sínodo do Bispos acerca da Palavra de Deus, onde foi referida a sua importância no crescimento da fé, na catequese e na vida daqueles que se colocam no seguimento de Jesus Cristo, foi outros dos aspectos tidos em conta. E ainda, o Programa Pastoral da diocese algarvia que aponta para o “conhecimento e íntima relação com a Palavra de Deus e que neste sexénio tem como objectivo a prática da Lectio Divina em pequenos grupos”.

Verifique também

Bispo do Algarve destacou ação das Misericórdias para “curar as chagas humanas e sociais”

O bispo do Algarve considerou ontem que “as Misericórdias se situam entre as instituições que, …