Aos algarvios foi proposta a vivência de um itinerário de oração e reflexão pessoal entre os possíveis locais da Capelinha das Aparições, da Capela do Lausperene, da Capela da Reconciliação ou do tumúlo dos pastorinhos. O Centro Pastoral Paulo VI foi pequeno demais para acolher um tempo de encontro e celebração que teve dois momentos marcantes: a chegada da imagem de Nossa Se-nhora de Fátima e a entrega do Círio e da Cruz Ecuménicos, trazidos a Fátima pela diocese do Algarve. A oração do terço e a procissão de velas, no altar do recinto, abriram uma noite completada por uma oração com dinâmica de Taizé, também marcada pelo ecumenismo, uma vez que a unidade dos cristãos foi o tema central. D. Ilídio Leandro, Bispo de Viseu, que presidiu à Peregrinação Nacional dos Jovens àquele santuário mariano lançou o convite à transformação da sociedade para a construção da "civilização do amor" na Eucaristia de domingo Pegando no tema do Fátima Jovem 2007 – "Renuncia a ti mesmo, pega na tua cruz" – o presidente da celebração, incitou os jovens a "acreditar num futuro e numa sociedade nova, acabando com o pessimismo e a sina de nos lamentarmos com uma sociedade decadente, velha e ultrapassada". "Estamos cheios de conhecer e experimentar emoções falhadas", referiu, exortando à "aventura, sonho e entusiasmo pela novidade". "É que com o amor virá a justiça, a solidariedade, a paz, o respeito, a alegria, a verdade, o bem, um mundo novo e um futuro melhor", disse, lembrando que "esta estratégia já foi experimentada, deu resultado e está provado que é o único caminho". Pedindo aos jovens que não tenham medo de mudar os seus hábitos, "se eles são, por vezes, débeis e comodistas", D. Ilídio Leandro interpelou-os a pegar na cruz "do amor, da solidariedade, da coerência, da verdade, da paz, dos valores do matrimónio, da sexualidade vivida no amor e na entrega, na beleza e grandeza da castidade e da responsabilidade, da formação permanente, das consequências da Eucaristia e da oração" para que se tornem "mensageiros e apóstolos" de "uma mudança e opção que transformará o mundo, depois de transformar cada um de nós". "Renunciai à destruição da família ainda que pareça mais fácil e seja mais moderno e ao facilitismo de uma fé sem conteúdos e sem compromissos", pediu ainda o Prelado. Uma grande encenação, com todas as bandeiras das dioceses e movimentos, foi o momento alto do envio, tendo os jovens empunhado os cachecóis brancos, símbolo do Fátima Jovem 2007, depois de terem dado um nó como sinal do compromisso e de união, uns com os outros, na construção da Igreja que ali aceitaram como interpelação para a sua vida. Paróquia de N. Sra. do Amparo participou no terço e procissão de velas Cerca de 40 paroquianos, entre os quais alguns jovens, de Nossa Senhora do Amparo, em Portimão, participaram também na recitação do terço e na procissão de velas, no passado sábado em Fátima. Os algarvios participavam num passeio/convívio promovido por aquela comunidade paroquial, no passado fim-de-semana, a Santarém, Tomar e Alenquer e foram pernoitar em Fátima, integrando-se assim no programa da Peregrinação Nacional dos Jovens àquele santuário. Acompanhados pelo pároco, o padre Arsénio da Silva, os paroquianos da comunidade portimonense visitaram as igrejas de Nossa Senhora da Graça e de Santo Estêvão, em Santarém, o Convento de Cristo, em Tomar, cidade onde celebraram a Eucaristia, bem como o Convento de São Francisco e Castelo de Alenquer.