Tendo sido participado por várias pessoas, para além dos jovens das duas comunidades, o encontro de oração, preparado em conjunto pelas duas paróquias, foi marcado por alguns momentos simbólicos. De entre esses gestos, merece particular destaque o de veneração da Cruz, protagonizado pelos participantes. Os presentes, organizados por grupos, dirigiram-se até à grande Cruz de madeira adornada com dois arranjos de flores, colocada à frente da assembleia, para, diante dela, realizarem uma genuflexão, formularem uma oração, ou simplesmente para lhe tocarem. A luz foi outro dos elementos que voltou a estar presente. A Cruz das JDJ permanecerá agora na Fuseta até à próxima sexta-feira, dia 8 de Fevereiro, seguindo depois para Moncarapacho, de 8 a 15 de Fevereiro.