Segunda-feira 19 de Agosto de 2019
Inicio / Noticias / MÊS DE MARIA

MÊS DE MARIA

Como sabemos, a Sagrada Escritura pouco diz sobre a Virgem Maria, a criatura mais próxima de Deus. Aliás, Ela é, sem dúvida, a primeira dos seguidores do Cordeiro a que se refere o Apocalipse. A Virgem sem qualquer sombra de pecado, por vontade do próprio Deus, foi escolhida para conceber e alimentar com o seu sangue o Verbo Incarnado enquanto esteve a formar-se no seu seio. Tornou-se homem através dela. Sim, dela recebeu os traços fisionómicos e as características físicas com que se apresentou à Humanidade. Pelo pouco que a Escritura a Ela se refere ficamos a saber que enquanto ia crescendo o Verbo Incarnado ficou-lhe sujeito, obedecendo-lhe em tudo. Com Ele viveu em cerca de 30 anos debaixo do mesmo tecto, numa relação contínua e partilhada com o glorioso, S. José. Maria assistiu, pois, ao crescimento do Menino Deus, com Ele partilhou as alegrias, os sofrimentos e as privações de uma família modesta como era a sua; gozou dos seus primeiros sorrisos, das suas carícias, das suas palavras afectuosas, enfim de tudo o que faz parte do convívio entre os membros de uma família humana. Família humana sim, mas família muito especial que era, na terra, uma imagem, digamos assim, da trindade celeste. Por isso, neste mês de Maio, tendo sempre presente o louvor e a adoração que devemos prestar à Santíssima Trindade dirigimo-nos a Maria para com Ela melhor e mais facilmente podermos adorar com mais fervor o nosso Deus e Senhor. Quero recordar para terminar o que um santo autor espiritual aconselhava: «Vamos a Maria que Ela nos conduzirá ao Filho e pelo Filho ao Pai no amor do Espírito Santo».

Verifique também

Bispo do Algarve destacou ação das Misericórdias para “curar as chagas humanas e sociais”

O bispo do Algarve considerou ontem que “as Misericórdias se situam entre as instituições que, …