Sexta-feira 29 de Novembro de 2019
Inicio / Noticias / «O ESCÂNDALO DA FOME»

«O ESCÂNDALO DA FOME»

Na denúncia deste «escândalo», que a todos nos envolve e compromete, o Papa referiu que 854 milhões de pessoas em todo o Mundo, este mesmo Mundo que nos foi legado por Deus e que é o lar comum em que todos vivemos, passam fome e mesmo muitos e muitos milhares, a cada hora, neste mesmo instante, morrem por carência total de alimentos. Ao desafiar as famílias cristãs e não só, porque todos somos filhos do mesmo Pai Criador, a alterarem os estilos de vida, de forma a haver uma maior repartição dos bens essenciais, Bento XVI afirmou que: «cada pessoa e cada família pode e devem fazer algo para aliviar a fome no mundo adaptando um estilo de vida e de consumo compatível com a salvaguarda da criação e com critérios de justiça por quem cultiva a terra em cada país». Esta lição, de profundo magistério que aponta, uma vez mais, o caminho a trilhar por todos nós, para atenuar na medida do possível o «escândalo da fome» e o «drama da fome», nas designações do Papa, é pelo mesmo sintetizado na sua afirmação:«Os produtos da terra são uma dádiva de Deus destinada a toda a família humana». Fixemos, com uma especial acuidade e uma obrigação que nos advém da própria Fé e de sermos capazes de nos dirigirmos ao Senhor afirmando «Pai Nosso» que, conforme o disse naquela manhã dominical em Roma, Bento XVI: «E preciso eliminar as causas estruturais ligadas ao sistema de governo da economia mundial, que destina a maior parte dos recursos do planeta a uma minoria da população».

Verifique também

Bispo do Algarve destacou ação das Misericórdias para “curar as chagas humanas e sociais”

O bispo do Algarve considerou ontem que “as Misericórdias se situam entre as instituições que, …