Segunda-feira 14 de Outubro de 2019
Inicio / Noticias / «O inventário dos bens culturais tem constituído uma preocupação constante dos Bispos do Algarve», afirmou o padre Joaquim Nunes

«O inventário dos bens culturais tem constituído uma preocupação constante dos Bispos do Algarve», afirmou o padre Joaquim Nunes

Presentes em representação do Museu Municipal, Isabel Afonso e Jorge Manhita, técnicos superiores desta instituição, que em feliz iniciativa promoveu durante quatro quartas-feiras consecutivas e com intervenções de individualidades reputadas na matéria que dissertaram sobre a premência da existência e constante actualização dos inventários como meio de salvaguarda do património construído ou criado por uma plêiade de artistas nacionais e estrangeiros. O padre Joaquim Nunes, na sua exposição, promoveu uma autêntica visita guiada sobre os valores existentes, bem como sobre as acções realizadas em prol da sua inventariação, de acordo com as normas emanadas pela Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) não apenas em relação às dioceses, mas também no que respeita aos seminários, paróquias (a quem pertence a maior parte dos bens culturais), ordens e outras instituições religiosas. Fez depois uma pormenorizada exposição sobre o que existe com maior relevo não apenas em Faro mas em vários locais do Algarve e a presença de algumas peças, face a constantes solicitações, em diversas exposições (casos de uma imagem de São Sebastião nas Terras da Feira, o «pontifical» – conjunto de paramentos de veludo bordados a seda e ouro com iconografia de São Pedro, tal como o Relicário de Santa Bárbara, a Concha Baptismal de Aljezur e o Cofre Eucarístico de Cachopo, que figuraram no Pavilhão do Vaticano na Expo 98, em Lisboa, etc.). Referiu de modo especial a preocupação permanente dos vários Bispos do Algarve nas suas Visitas Pastorais incentivando os párocos e os conselhos paroquiais na actualização dos inventários e ora na transição da sua elaboração no papel para os meios informáticos. A última conferência destes «Encontros Temáticos» será proferida amanhã, quarta-feira, dia 30 de Novembro, pelo professor doutor José Eduardo Horta Correia (Catedrático da Universidade do Algarve) que dissertará sobre «O legado patrimonial de D. Francisco Gomes do Avelar».

Verifique também

Bispo do Algarve destacou ação das Misericórdias para “curar as chagas humanas e sociais”

O bispo do Algarve considerou ontem que “as Misericórdias se situam entre as instituições que, …