Trata-se de um conjunto de acções que envolvem um investimento total superior aos 155 mil euros e com uma comparticipação total a rondar os 80 mil euros.Os contratos a assinar envolvem o Governo Central e as seguintes entidades algarvias: Município de Albufeira – Junta de Freguesia de Olhos de água (modernização administrativa – promoção da sociedade de informação, actualização e desenvolvimento tecnológico – 20 mil 644 euros); Município de Faro – Junta de Freguesia da Sé (continuação da modernização da sede da Junta e delegação da Penha – 31 mil e 180 euros); Município de Lagoa – Junta de Freguesia de Estômbar (mais atendimento, melhor informação e serviço – reformulação dos serviços de atendimento, adopção de novos mecanismos baseados nas tecnologias da sociedade de informação – 22 mil e 306 euros); Município de Lagos – Junta de Freguesia de Santa Maria (reformulação e personalização – 21mil e 426 euros) e Junta de Freguesia de São Sebastião (modernizar, simplificar, servir melhor – 29 mil e sete euros e 71 cêntimos); Município de Loulé – Freguesia de Querença – Fundação Manuel Viegas Guerreiro (renovação das instalações – 98 mil e10 euros); Município de Silves – Junta de Freguesia de Armação de Pera (modernização administrativa dos serviços – 19 mil 220 euros); Junta de Freguesia de Alcantarilha (modernização da Freguesia); Fábrica da Igreja Paroquial de São Bartolomeu de Messines (reparação e restauro da igreja matriz – 41 mil e 960 euros); Município de Tavira – Junta de Freguesia de Santa Catarina da Fonte do Bispo (Remodelação das instalações da Junta, informática, administrativa e melhoria das condições de trabalho – 11 mil e 700 euros) e Município de Vila do Bispo – Fábricas das Igrejas Paroquiais de Barão de São Miguel (reparação do telhado da sacristia e telhado principal do templo, reboco das paredes interiores e exteriores e reparação da calçada e pintura do edifício – 16 mil e 500 euros) e de Sagres (igreja de Nossa da Graça – obras de restauro, designadamente recuperação de paredes interiores e exteriores, cobertura, conservação e restauro de vitrais, retábulo, imaginária, metais e materiais – 99 mil e 957 euros).