Os convivas participantes, oriundos de todo o Algarve, do Sotavento ao Barlavento, procuraram rezar a Deus, juntamente com a comunidade local que também participou. A seguir à ambientação os jovens convivas escutaram um texto de reflexão, continuando a oração com a leitura da conhecida passagem das Bodas de Caná. Seguiu-se então à palavra escutada uma reflexão apresentada pelo seminarista António de Freitas, a leitura de uma oração da autoria de Madre Teresa de Calcutá.