Perante a Cruz das Jornadas Diocesanas da Juventude (JDJ) que estava presente em pleno altar, no âmbito da preparação da vigararia de Albufeira para aquela actividade diocesana, os jovens procuraram viver a importância da Cruz nas suas vidas. O jovem padre Joel Teixeira, director espiritual do movimento dos Convívios Fraternos, explicou o sentido daquele acontecimento. “Pegámos nas realidades do mundo e valorizámos o objectivo de todos os cristãos e particularmente dos convivas: o compromisso que temos em carregar a Cruz de Jesus”, referiu, acrescentando que “tal como Simão de Cirene ajudou Jesus a carregar a cruz, também nós somos convidados a essa missão” ou seja “somos chamados a afirmar a nossa fé na nossa vida”. “O cristão não é aquele que procura servir-se a si e ao seu próprio bem, mas é através do bem do outro que realiza o seu próprio bem”, complementou o sacerdote. A noite, para além de cânticos e espaços de reflexão, teve ainda um significativo momento de adoração à Cruz. A celebração ficaria ainda marcada pela passagem da Cruz das JDJ da paróquia local à vizinha comunidade de Paderne, que representada por um significativo grupo de jovens a recebeu. Depois da celebração houve ainda um pequeno convívio com comes e bebes organizado pelos jovens da comunidade anfitriã.