O pároco, o padre Domingos Fernandes, explica a origem da obra. "Lançámo-nos neste projecto para dar uma resposta ao meio da Mexilhoeira da Carregação que é socialmente muito necessitado, havendo muitas crianças em lista de espera", justifica o sacerdote. A paróquia já era proprietária de dois outros espaços de apoio à infância, uma creche e jardim-de-infância há 15 anos, que agora ficou só como creche, e um Centro de Dia que devido à falta de utentes foi adaptado a jardim-de-infância e ATL com o aval da Segurança Social, contando com 50 crianças nas duas salas. Acrescentadas mais duas salas ao novo infantário, que conta já com lista de espera para a sala de um ano, o padre Domingos Fernandes acredita que o concelho de Lagoa ficará "muito bem servido para o apoio às crianças". A obra teve início em Maio de 2006 e terminou em Setembro último, tendo custado perto de um milhão de euros. O prior lembra que do Estado não houve qualquer apoio, "nem para um tijolo, nem para uma cadeira". "Apenas tivemos o apoio da Câmara que nos concedeu 375 mil euros em três fases, durante 3 anos. Têm-nos valido outras instituições e particulares que me emprestaram mais de 100 mil euros sem juros", acrescenta. Para além deste apoio, a paróquia conta ainda com a contribuição da Segurança Social para 89 das 210 crianças que tem à sua responsabilidade. No próximo dia 27, a cerimónia de inauguração do novo infantário contará com uma celebração de bênção do novo equipamento presidida pelo Bispo do Algarve, D. Manuel Neto Quintas.