O evento, participado por cerca de 160 pessoas, coincidiu ainda com um acampamento do agrupamento local e foi igualmente aproveitada a ocasião para reabrir a capela de São Sebastião, encerradas há vários anos. À noite, o fogo de concelho do acampamento foi ainda enriquecido com actuações diversas das colectividades e associações. João Palma, presidente da Junta de Freguesia, em declarações à FOLHA DO DOMINGO, considerou a iniciativa uma forma de promover a vila, mostrando aos mais novos a influência, nomeadamente no comércio dos frutos secos, que no passado aquela terra teve quer no concelho de Silves, quer em todo o Algarve. Apesar de as roupas terem sido cedidas pela Câmara de Silves, o presidente da Junta contabiliza que terão sido gastos cerca de 2500 euros.