Carlos Oliveira, presidente da Caritas Diocesana do Algarve, apresentou o projecto da Diocese do Algarve para aquele sector da pastoral consubstanciado através do trabalho a realizar por aquela instituição da Igreja algarvia. A continuidade dos encontros vicariais sobre a Doutrina Social Igreja, a criação de grupos paroquiais de acção sócio-caritativa e a formação de agentes da pastoral social, incluindo no campo da espiritualidade, foram algumas das iniciativas anunciadas. “Não basta ajudar os outros e termos formação para isso. É preciso uma formação espiritual”, sublinhou Carlos Oliveira. A jornada de reflexão sobre a última encíclica do Papa com D. Carlos Azevedo, a promoção da Semana Social da Caritas e a continuidade da realização das Jornadas Diocesanas de Acção Sócio-caritativa, foram outras das acções divulgadas. O presidente da Caritas algarvia garantiu a continuidade da campanha de brinquedos em parceria com a loja ‘Imaginarium’ “para distribuição junto das crianças mais desfavorecidas” e da acção pela paz ‘Dez Milhões de Estrelas’. “Continuaremos a dar respostas aos mais carenciados nas actuais e novas situações de fragilidade”, acrescentou ainda Carlos Oliveira, assegurando também a colaboração na gestão do Fundo de Reserva lançado pela diocese para apoio aos desempregados. O Lar da Mãe e o SOS Vida “vão continuar a estar na primeira linha como resposta à problemática da vida” e a formação profissional continuará a ser uma preocupação da Caritas. “Criaremos parcerias com outras entidades como forma de elevar a acção social e reforçaremos o voluntariado através de acções de sensibilização, muito concretamente na população jovem”, anunciou ainda. Mais fotos, brevemente na Galeria de Imagens