Terça-feira 15 de Outubro de 2019
Inicio / Noticias / Peregrinos algarvios partiram a pé para Fátima

Peregrinos algarvios partiram a pé para Fátima

À saída, participaram numa pequena celebração de bênção, presidida pelo Bispo do Algarve, D. Manuel Quintas e que contou também com a presença do pároco de Alcantarilha, padre Manuel Coelho. O Bispo diocesano aproveitou então para dirigir aos caminhantes algumas palavras de encorajamento e apoio.A iniciativa intitulada “O Algarve nos Caminhos de Fátima” é promovida pela paróquia de Alcantarilha e surge na sequência de duas peregrinações em bicicleta que aquela comunidade paroquial organizou em anos anteriores.Apesar de inicialmente contarem com a participação de um maior número de peregrinos, embora não superior a 50 elementos, o facto é que muitos dos inscritos acabaram por desistir por dificuldades de conciliação com as suas ocupações profissionais e outras. Assim, com o objectivo inicial de englobar o maior número possível de paróquias algarvias, pensou a organização partir, este ano, do “coração da diocese”: o largo da Catedral diocesana. Segundo a organização, em anteriores edições, os cicloperegrinos sairam sempre de Albufeira porque na qualidade de concelho patrocinador da iniciativa, a autarquia fazia questão que assim fosse. Este ano não foram solicitados apoios a entidades oficiais até porque esta modalidade de peregrinação envolve encargos muito inferiores aos de uma peregrinação em bicicleta, normalmente participada por 3 ou 4 centenas de peregrinos. De acordo com Victor Calado, membro do secretariado organizador, houve apenas apoios de algumas entidades particulares, «nomeadamente empresas que forneceram águas e sumos para todo o percurso».Ao longo da caminhada, os caminhantes são acompanhados por uma carrinha que transporta bebidas, alimentação, material de primeiros socorros, bem como os haveres de cada participante. No regresso, o veículo de apoio servirá também para trazer alguns peregrinos de volta a casa. A maioria regressará com familiares que os vão buscar, sendo que alguns contam mesmo integrar a peregrinação na sua última etapa que ligará Minde a Fátima. Ao longo das 12 etapas, com uma média diária de 33 quilómetros, os peregrinos ficam alojados em centros paroquiais, pavilhões gimnodesportivos das Câmaras Municipais e espaços, propriedade de Juntas de Freguesia. D. Manuel Neto Quintas, durante a cerimónia de bênção dos peregrinos incentivou-os, manifestou reconhecimento pela sua coragem e recordou-lhes que não vão sozinhos. «Gostava que soubesséis que ao partirdes daqui, hoje, toda a diocese vos vai acompanhar, até porque não é habital fazerem-se peregrinações a pé até Fátima pois a distância é muito grande» – afirmou o Bispo do Algarve. «Vamos pedir a bênção de Deus para esta vossa peregrinação. Para que aproveiteis não só vós, mas toda a diocese, a começar por mim. Para que possamos aproveitar este sacrifício que ides fazer e possamos, através de Maria, caminhar cada vez mais em fidelidade aos apelos que Deus nos vai fazendo» – esclareceu o Prelado, que garantiu: «Depois de uma peregrinação a pé a um Santuário, neste caso a Fátima, quem regressa sente-se renovado interiormente ao nível da prática da sua fé e do testemunho dessa mesma fé». Com base na leitura que evoca o episódio dos discípulos de Emaús, D. Manuel Quintas tornou presente aos peregrinos que, tal como ao longo de toda a vida, também nesta ocasião concreta caminham «acompanhados por Deus e fortalecidos pela Eucaristia». «Toda a nossa vida é uma peregrinação em que não caminhamos sozinhos. É importante que não caminhemos sozinhos mas iluminados pela Palavra de Deus e que a escuta da Palavra nos conduza sempre à Eucaristia, para depois podermos ir ao encontro dos irmãos» – disse o Bispo diocesano que, no final da bênção, ofereceu a cada peregrino um terço.A terminar, recordou também aos caminhantes que «contam com a presença de Nossa Senhora a cada passo, pois ela quer encaminhar-nos para Cristo».Este ano, nove dos peregrinos são oriundos da vigararia de Albufeira, enquanto os restantes 11 elementos vieram de São Brás de Alportel para integrar a peregrinação a Fátima, havendo a possibilidade de mais 6 sambrazenses se juntarem ao grupo ao longo do percurso. O grupo é ainda acompanhado pelo padre Dinis Faísca que também participa na peregrinação. Cada participante na peregrinação pagou uma inscrição de 200 euros que inclui o equipamento composto por boina e colete e alimentação.Em Fátima, os peregrinos algarvios irão integrar-se nas celebrações de 13 de Outubro. No próximo ano, a organização tem já em mente regressar às peregrinações em bicicleta, pelo que pensa organizar uma cicloperegrinação a Santiago de Compostela.

Verifique também

Bispo do Algarve destacou ação das Misericórdias para “curar as chagas humanas e sociais”

O bispo do Algarve considerou ontem que “as Misericórdias se situam entre as instituições que, …