A jornada teve depois continuidade com a viagem de cerca de três horas para Pisa. Chegados a outra famosa cidade italiana, os algarvios almoçaram e, de seguida, puderam conhecer mais três imponentes monumentos de referência na arquitectura italiana e mundial, situados na praça do Duomo (principal igreja da cidade): a Catedral (Duomo), finalizada em 1315, o Baptistério (onde eram baptizados os cristãos e que, durante muito tempo, foi erigido fora do templo para reforçar o significado da sua entrada na Igreja), terminado em 1300, e a célebre Torre, cuja construção se iniciou em 1174, que depois de construída acabaria por ficar inclinada por causa de o terreno onde foi implantada ter cedido. Juntamente com um casal de brasileiros que se quis associar, o grupo acabaria por celebrar pelas 15 horas locais (menos uma hora em Portugal) a Eucaristia dominical no Duomo, em pleno altar principal, presidida uma vez mais pelo padre Firmino Ferro, vigário geral da Diocese do Algarve, que presidiu igualmente à Peregrinação Diocesana a Itália. No interior da basílica puderam ainda apreciar mais um exemplar do monumentalismo italiano manifestado através do trabalho da pedra, sobretudo com recurso ao famoso mármore de Carrara. Para além da arquitectura e escultura, destaque ainda para os frescos pintados sob a abside, para o grandioso mosaico por cima do altar-mor e para os caixotões de madeira, ricamente ornamentados, que revestem o tecto do templo. Após a celebração, os algarvios rumaram ainda mais para Norte com destino a Pádua. Depois de uma viagem de cerca de quatro horas ficaram alojados no Sheraton Padova Hotel. Veja as fotos na Galeria de Imagens