A obra, integrada no Plano de Intervenção de Vaqueiros, elaborado no âmbito do Programa de Revitalização das Aldeias do Algarve, reabilitou a envolvente estrutural do edifício, particularmente a cobertura e a estrutura em madeira, devolvendo-lhe as suas características iniciais. Segundo o arquitecto Vítor Ribeiro, coordenador da equipa técnica do Gabinete de Apoio às Aldeias do Sotavento, responsável pela elaboração do projecto, «a intervenção permitiu não só reabilitar um edifício de considerado valor patrimonial que se encontrava em visível estado de degradação», como também, «seguindo aquilo que eram as técnicas tradicionais de construção, recuperar a imagem original do interior da igreja» e que é ainda visível em igrejas vizinhas, designadamente em Giões e Martinlongo. As constantes infiltrações de água e humidades provocadas pelo mau estado da cobertura levaram também à degradação das peças em talha que constituem o espólio da igreja. Pelo que a Câmara Municipal de Alcoutim tem já projectado uma intervenção de conservação e restauro do espólio, de modo a salvaguardar a estabilidade das peças, prolongando a sua existência. Assim, após o término das obras de reabilitação do imóvel, o que se prevê aconteça ainda durante o mês de Março, ficam criadas as condições para proceder à intervenção de conservação e restauro do espólio cujo custo previsto ascende aos 172.500 euros.