A juntar a estes bens do património algarvio, em maioria na edição, juntam-se ainda sítios arqueológicos e outros monumentos. Lançado no Forte da Ponta da Bandeira, em Lagos, a publicação contém quase 150 páginas de estímulo, em texto e imagem, à descoberta do "valor histórico" do Algarve, segundo o presidente da Comissão Instaladora daquela entidade, António Pina. O livro que alerta para os valores culturais do Algarve remete o leitor para cerca de 100 monumentos. Com forte aposta na fotografia, o guia mostra em pormenor as fachadas das igrejas, os altares e as colecções de museu num ponto de vista admirável. E inclui a descrição das características mais relevantes do património, curiosidades históricas, o seu estado de conservação, acessibilidade e classificação. "Tudo para que nada falte nesta viagem cultural pelo Algarve", explica António Pina. O "Guia do Património Cultural", com textos da autoria de Jorge Carrega e fotografia de F32 (Vasco Célio Virgílio Rodrigues, Melanie Maps), é uma iniciativa da RTA, em colaboração com a delegação regional do Ministério da Cultura e com a diocese do Algarve. Tem edição bilingue (seis mil exemplares em português e outros seis mil em inglês) e está à venda nos postos de turismo por cinco euros. Pode ser descarregada gratuitamente no sítio www.visitalgarve.pt.