Depois de ter peregrinado durante todo o mês de Maio pelas paróquias de Monchique, Marmelete e Alferce, já passava das 20.15 horas quando a imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima, transportada num atrelado de um jipe dos Bombeiros Voluntários de Monchique, chegou à Praça da Água, junto às piscinas municipais. Às muitas centenas de pessoas de Silves, que começaram a chegar às 19 horas, muita gente se juntou, vinda de Monchique em dois autocarros e em veículos particulares e também de muitas outras partes do Algarve, sobretudo de paróquias vizinhas. Visivelmente emocionada, a presidente da Câmara de Silves, na ocasião do 33º aniversário do nascimento da sua primeira filha que se celebrava naquele dia, lembrou todas as mães presentes. Isabel Soares lembrou que “Nossa Senhora não é uma Mãe qualquer”. “Maria é, por certo, aquela que vela por todos nós, pelos destinos de Portugal e intercede pela paz no mundo. Maria é uma mãe tão especial que apesar de sentirmos todos os dias a sua presença, temos hoje de nos engalanar para a receber de um modo diferente”, observou, pedindo à Virgem Maria que olhe por aquele concelho e pelas suas gentes, de modo particular. “Que os proteja e ampare nos seus projectos e dificuldades que continue a cuidar de todos como Mãe amorosa que é e sempre será”, suplicou. Lembrando que a Igreja celebrava em todo o mundo a visitação de Nossa Senhora à sua prima Isabel, o reitor do Santuário de Fátima estabeleceu uma comparação. “Nossa Senhora, hoje, faz-vos uma visitação e todos nós estamos a fazer de Isabel”, afirmou o monsenhor Luciano Guerra. “Congratulo-me convosco por esta recepção a Nossa Senhora”, regozijou-se, apontando um dos objectivos da visita da imagem peregrina. “Nossa Senhora veio pedir-nos que nos arrependamos dos nossos pecados e que nos emendemos na medida em que for necessário e possível. Mas Ela sabe que tornamos a cair, como caem os filhos que amam as suas mães”, acrescentou. Na celebração de acolhimento à imagem da Virgem Maria, a que presidiu em representação do Bispo do Algarve, o vigário geral constatou que “Nossa Senhora sempre atraiu, atrai e há-de atrair multidões de gente atrás de si”. “Gente ávida por estar junto da Mãe, a quem tantas pede ajuda, mas a quem também dá graças nas alegrias e intercede por aqueles que têm necessidade”, acrescentou o padre Firmino Ferro, observando que “Nossa Senhora atrai a presença daqueles que parecem mais afastados e longínquos e torna mais comprometidos e empenhados na sua missão de evangelizadores aqueles que parecem mais próximos”. O sacerdote advertiu, no entanto, que “a passagem da imagem da Senhora pressupõe um conhecimento, aprofundamento, anuncio e vivência dessa mesma fé”. “Deste modo temos os instrumentos à nossa disposição para uma formação contínua, prévia e posterior à vinda da imagem peregrina, que são as catequese bíblicas e marianas editadas para essa fim”, concretizou o padre Firmino Ferro, incentivando à utilização daqueles subsídios publicados pela diocese algarvia. O padre Carlos de Aquino, pároco de Silves, fez a sua homilia na Sé, onde presidiu ao encerramento da celebração da recepção à imagem peregrina de Nossa Senhora, após uma procissão que levou o andor até à antiga catedral algarvia, transportado em ombros pelos Bombeiros de Silves. O sacerdote acautelou que “peregrinar consiste em percorrer um caminho interior” e “exige renovação interior, formação de consciência, purificação de gestos e conversão”. “Com Maria, a cheia de Graça, queremos esta noite aprender a ser peregrinos da verdade do Pai. Não estamos sozinhos na busca de Deus. No silêncio das nossas caminhadas sentimos que nos sentámos no braço materno. È com Maria, peregrina na fé, Mãe e discípula do Senhor, que queremos aprender a peregrinar para Deus, abrindo o nosso coração a Cristo”, complementou. Mas o prior explicou que os ensinamentos de Nossa Senhora não se ficam por aqui. “Com Maria aprendemos a rezar, escutando. É com Maria que queremos edificar uma marcha como uma comunidade e uma família evangelizada e portadora de boas notícias e percorremos uma verdadeira experiência de missão, centrada no acontecimento de Deus. Com Ela aprendemos a oferecer a nossa vida em verdadeiro sacrifício e penitência, amando”, afirmou. Por fim, o padre Carlos de Aquino assumiu alguns desejos em nome da comunidade. “É com Maria que desejamos dirigir o nosso olhar e o nosso coração para Jesus, de modo a podermos escutar e fazer tudo quanto Ele tem hoje a dizer-nos. Queremos aprender a fazer de Jesus o nosso caminho, a nossa verdade e a nossa vida”, frisou. A terminar pediu aos seus paroquianos a participação em todas as actividades propostas no programa que se segue. “Deixai que Deus vos fale ao coração”, exortou. Mais fotos na Galeria de Imagens  Visita da Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima a Silves 4 de Junho (quarta-feira) – Silves (Mártires) 09.00h – Eucaristia Dia aberto à comunidade 18.00h – Terço 21.00h – Meditação pelos catequistas 5 de Junho (quinta-feira) – Silves 10.00h – Visita à Escola Primária e Jardim de Infância 16.00h – Visita à EB 2.3 e Escola Secundária 17.30h – Terço – Sé 18.00h – Eucaristia – Sé 21.00h – Meditação pelos acólitos – Sé 6 de Junho (sexta-feira) – Enxerim 09.00h – Eucaristia – Sé 10.00h – Visita à Escola Primária e Jardim de Infância do Enxerim 11.30h – Visita ao Lar da Ribeira – Tarde aberta à comunidade 18.00h – Terço – Sé 21.00h – Catequese Mariana – Sé 7 de Junho (sábado) – Enxerim Manhã aberta à comunidade 15.00h – Chegada seguida de Catequese Mariana e quermesse – Escola Primária 20.00h – Eucaristia – Escola Primária 21.00h – Procissão 8 de Junho (domingo) – Enxerim – Pedreira Manhã aberta à comunidade 15.00h – Chegada com Eucaristia – Escola Primária 21.00h – Catequese Mariana – Escola Primária 9 de Junho (segunda-feira) – Estação de Silves Manhã aberta à comunidade 18.00h – Chegada com terço ou filme – Bar dos Caçadores do Sr. Vivaldo Silva 21.00h – Eucaristia seguida de procissão 10 de Junho (terça-feira) – Estação de Silves Manhã aberta à comunidade 15.00h – Abertura da Quermesse 18.00h – Eucaristia – Gimnodesportivo Silgarmar 11 de Junho (quarta-feira) – Silves 10.00h – Visita ao Instituto Piaget 15.00h – Chegada aos Bombeiros Voluntários de Silves 18.00h – Catequese Mariana nos Bombeiros 21.00h – Eucaristia – Bombeiros 12 de Junho (quinta-feira) – Silves Dia aberto à comunidade 17h30 – Terço 18h00 – Eucaristia 21h00 – Procissão 16 de Junho (segunda-feira) – Falacho 10h00 – Chegada da Imagem – Escola do Falacho Dia aberto à comunidade 15h00 – Catequese Mariana 17h30 – Terço 18h00 – Eucaristia 21h00 – Meditação pelo Corpo Nacional de Escutas 17 de Junho (terça-feira) – Cumeada Dia aberto à comunidade 17h00 – Chegada da imagem e Terço Capela da Cumeada 21h00 – Catequese Mariana 18 de Junho (quarta-feira) – Silves Dia aberto à comunidade 17h30 – Chegada ao Pavilhão Desportivo da Caixa de Agua e Meditação do terço 20h00 – Catequese Mariana 19 de Junho (quinta-feira) – Silves 09h00 – Chegada ao Estabelecimento Prisional de Silves, com celebração de Eucaristia 17h30 – Chegada ao Silves Futebol Clube 18h00 – Eucaristia no Silves Futebol Clube 21h00 – Meditação pelos Consagrados (Sé) 20 de Junho (sexta-feira) – Silves – Poço Barreto Dia aberto à comunidade 18h00 – Chegada da imagem e Meditação do terço – Capela de Nossa Senhora Rosário do Poço Barreto 21h00 – Eucaristia seguida de Procissão 21 de Junho (sábado-feira) – Poço Barreto Dia aberto à comunidade, e início do encontro dos Catequistas 15h00 – Catequese Mariana 22 de Junho (domingo) – Poço Barreto Dia aberto à comunidade 15h00 – Meditação do Terço 16h00 – Eucaristia e encerramento do encontro dos catequistas 23 de Junho (segunda) – Silves 10h00 – Chegada ao Salão Nobre do Edifício dos Paços do concelho 17h30 – Eucaristia na Câmara Municipal de Silves 21h00 – Meditação pelos leitores (Sé) 24 de Junho (terça-feira) – Silves 10h00 – Chegada ao internamento do Centro de Saúde de Silves 15h00 – Chegada à Santa Casa da Misericórdia de Silves 17h30 – Terço – Santa Casa 18h00 – Celebração da Eucaristia – Santa Casa 21h00 – Meditação pela Confraria do Senhor dos Passos 25 de Junho (quarta-feira) – Silves Manhã aberta à comunidade 15h00 – Chegada ao Bairro dos Amorins, seguida Catequese Mariana 21h00 – Meditação pela LIAM (Sé) 26 de Junho (quinta-feira) – Silves 10h00 – Chegada à Sociedade Filarmónica Silvense 17h30 – Terço (Sé) 18h00 – Celebração da Eucaristia (Sé) 21h00 – Concerto (Sé) 27 de Junho (sexta-feira) – Silves Dia aberto à comunidade 21h00 – Meditação pela equipa da Visita – Sé 28 de Junho (sábado) – Silves 10h00 às 13h00 – Catequeses 19h00 – Partida da Imagem para Portimão Praça Al-Muthamid