Apesar de se destinar apenas aos casais responsáveis dos dois sectores do Algarve, muitos destes acabaram por não puder participar nesta iniciativa que deu continuidade, ao nível algarvio, ao Encontro da Província Sul, realizado no dia anterior. A razão apontada foi o facto de estarem presentes nas Jornadas Diocesanas de Pastoral Litúrgica que se realizaram simultaneamente em Ferragudo. Com cerca de 18 ENS na região, o movimento conta apenas com uma no Barlavento, em Lagos, facto que leva os responsáveis algarvios do movimento a procurar expandi-lo naquela zona do Algarve, de forma a que se crie também ali um terceiro sector. Por outro lado, o Sotavento também é uma aposta dos responsáveis do movimento que esperam expandir o sector de Tavira à restante zona Este do Algarve. Por isso, um dos assuntos tratados no encontro do passado domingo foi mesmo a mudança da designação daquele sector do Sotavento. Com vista à consecução desse objectivo teve início, no passado dia 3 de Janeiro, uma formação de casais-piloto em Tavira com a participação de 34 jovens do Sotavento, tendo como finalidade a constituição de novas ENS. Dentro de alguns dias, realiza-se ainda em Roma um Encontro Internacional das ENS destinado aos responsáveis das supra-regiões que, no caso de Portugal se fará representar por cerca de 10 casais.