Manifestação secular numa organização conjunta da Comunidade Paroquial e da Associação Cultural Sambrazense e o apoio do Município e da Junta de Freguesia, congregou a presença de milhares de fiéis, não só residentes naquele Concelho, mas vindos de todo o País, já que a celebração motiva também a grande reunião anual dos naturais de São Brás de Alportel dispersos por Portugal e por várias zonas do Mundo. Ao longo das ruas daquela Vila o­nde passou o cortejo processional, com Jesus Sacramentado, nesta conhecida «Procissão das Tochas Floridas», com devoção, empenho e crença, ouvia-se a cada instante “Ressuscitou como disse! Aleluia! Aleluia!”. Em cada tocha havia toda uma arte na concepção na criatividade, no empenho na devoção, no viver a Ressurreição do Senhor, sem a qual e conforme os textos evangélicos “a nossa fé seria em vão”. Após a Procissão das Tochas decorreu na Igreja Matriz a Solene Concelebração Eucarística que teve grande participação, num preito de fidelidade a Jesus Sacramentado vivo e presente. À tarde teve lugar um convívio cultural, com a actuação no Adro da Igreja Matriz de vários agrupamentos, entre os quais Veredas da Memória (grupo de música tradicional portuguesa) e o duo musical “Nelo Silva e Cristina” bem como um festival de gastronomia e doçaria com toda a genuidade e encanto com que as mesmas são praticadas neste concelho de São Brás de Alportel.