Construídos há cerca de quinhentos anos nunca haviam, ao que se sabe, conhecido qualquer obra profunda de restauro durante este meio milénio e foi a quando da construção do presépio no Natal de 2006 que se verificou o aspecto muito danificado em que se encontravam os referidos seis altares, a que se alia a construção de um novo altar, mas perfeitamente enquadrado no estilo barroco decadente. Os trabalhos, que envolvem o tratamento da madeira, a pintura e substituição da talha dourada e aplicação de finas folhas de ouro, estão sendo executados pela firma «Florisacra e Pedro Barbosa» de Penafiel, conhecidos especialistas nesta arte de restauro.