"Revitalizar este serviço da Igreja que são OMP e que estaria um pouco adormecido aqui na nossa diocese", justifica o sacerdote, acrescentando que a revitalização pretendida pela equipa diocesana se refere também ao nível paroquial, "para que todas as paróquias se sintam co-responsáveis". "Queremos começar a trabalhar na animação missionária de todas as paróquias, recuperando a oração e a campanha de angariação de fundos, mas sobretudo ressuscitando o voluntariado missionário", refere o padre Leandro Garces. O sacerdote, que foi missionário durante 14 anos em Madagáscar, sublinha a importância de se aproveitar todos os que puderem conceder um ou dois meses da sua vida em favor dos mais desfavorecidos num país de missão ‘ad gentes’. "Há jovens que acabam o seu curso e gostariam de dar um mês ou dois de serviço, em regime de voluntariado, dentro da sua área de formação, quase como um agradecimento a Deus pelo sucesso que tiveram. Isso é caridade em favor dos outros que mais precisam", realça o director diocesano das OMP, mostrando ter conhecimento das paróquias no Algarve onde isso tem acontecido. "Na minha experiência missionária vi que isso dava depois resultados muito positivos, mesmo ao nível das vocações consagradas e não só. Havia famílias, por exemplo, que depois se constituírem dedicavam muito tempo ao voluntariado", recorda. Por outro lado, sustenta o sacerdote, há ainda outro factor que pode igualmente ser aproveitado. "Há pessoas que se reformam cedo, pese embora ainda serem pessoas muito activas, e que se sentem realizadas a trabalhar e a ajudar na sua área e num mês ou dois fazem coisas maravilhosas", concretiza. O padre Leandro Garces pretende ainda reunir o grupo de voluntários que, nos últimos anos, tem vivido experiências de missão, para partilhar experiências e sonhos futuros. O sacerdote apela ainda aos párocos para que "colaborem nesta iniciativa e que neste mês canalizem as suas iniciativas e unam esforços missionários para que se consiga dar uma certa dimensão diocesana a esta causa, até ao nível dos fundos recolhidos".