Sexta-feira 17 de Agosto de 2018
Inicio / Noticias / Seminário de São José de Faro celebrou o seu patrono

Seminário de São José de Faro celebrou o seu patrono

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

O Dia do Seminário de São José de Faro foi festejado, uma vez mais, no dia de ontem, 19 de março, em que a Igreja celebrou a solenidade do patrono da instituição.

A celebração da efeméride ficou marcada este ano pela reflexão do padre Carlos Carneiro ao clero algarvio sobre o tema “O Padre, os Jovens e o Discernimento Vocacional: para um presbitério gerador de vocações” e pela eucaristia que se seguiu, presidida pelo bispo do Algarve.

Na celebração, que teve lugar na capela do próprio Seminário, D. Manuel Quintas evidenciou São José pela sua “capacidade de estar em sintonia com a ação e com o amor de Deus”, a par da sua “capacidade de confiar e esperar”. O prelado lembrou que esta deve ser a “atitude daqueles que se deixam conduzir” e “se tornam instrumentos da ação de Deus”. “São José é aquele que escuta e que executa”, destacou, considerando ser por isso que o patrono do Seminário de Faro é “modelo de vida e de exercício do ministério” para o clero algarvio.

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

O bispo diocesano destacou o silêncio de São José “ligado à capacidade interior de escutar”. “É aquele que faz silêncio, aquele que é fiel e aquele que confia. Confia, acredita e executa sem hesitar e sem adiar”, acrescentou, considerando que o carpinteiro é também “imagem e figura de estabilidade”.

“Não é apenas Abraão que é o nosso pai na fé. Também é José”, complementou D. Manuel Quintas, considerando que o patrono “sustém e desperta” em algumas pessoas “os apoios necessários para a subsistência do próprio Seminário como instituição”.

Ainda no âmbito da contexto do Dia do Seminário de São José de Faro realizou-se no passado sábado o encontro de antigos seminaristas da instituição.  

Verifique também

8º Cenáculo Regional do Algarve reuniu Caminheiros e Companheiros do CNE em Faro

Cinquenta e oito dos cerca de 200 Caminheiros e Companheiros (escuteiros dos 18 aos 22 …