Na instituição, inserida na Eucaristia que teve lugar na igreja matriz de Portimão, o Bispo do Algarve, que presidiu à celebração, dirigiu-se ao instituído aconselhando-o a “escutar para conhecer”, a “escutar e conhecer para seguir a Cristo, o Bom Pastor e para servir a comunidade e o Povo de Deus à maneira de Jesus”. D. Manuel Quintas lembrou que “o leitor é instituído para proclamar a Palavra de Deus e para poder desempenhar estas funções deve meditar com assiduidade na Palavra de Deus”. “Só proclama verdadeiramente quem escuta verdadeiramente, quem assimila esta Palavra celebrada e quem a vive na sua vida”, acrescentou o Prelado, salientando que o instituído, “consciente do ministério recebido, deve recorrer a todos os meios para crescer no seu conhecimento e no amor à Sagrada Escritura”. “Isto vale para todos aqueles que exercem este ministério”, clarificou o Bispo diocesano, considerando “uma responsabilidade muito grande proclamar a Palavra de Deus para todos”. Tendo presente o Dia do Bom Pastor e o Dia Mundial de Oração pelas Vocações que também se assinalava, D. Manuel Quintas lembrou “a graça e o dom” de mais três novos sacerdotes que a Diocese do Algarve teve no último ano e a ordenação do próximo presbítero no dia 31 deste mês. “São sinais do amor de Deus por nós que constituem a resposta de Deus à nossa oração pelas vocações de consagração”, considerou, apelando no final da celebração à “oração constante pelo aumento das vocações de consagração na Igreja e concretamente no Algarve”. “Não esmoreçamos na oração pelas vocações”, pediu. Antes da homilia, foi apresentado ao Bispo diocesano o eleito ao ministério de leitor e depois da intervenção de D. Manuel Quintas, foram então celebrados os ritos da instituição, tendo a assembleia presente sido convidada a “elevar a Deus a sua oração” pelo seminarista. Sobre o candidato a leitor foi feita uma oração de bênção pelo presidente da celebração e seguidamente foi-lhe entregue o livro da Sagrada Escritura. A instituição no ministério de leitor é assinalada, simbolicamente, com esta entrega, por parte do Prelado, do livro da Palavra de Deus que o leitor proclamará na assembleia dos fiéis. Esta instituição, que também pode ser conferida a pessoas não candidatas ao sacerdócio, consiste na capacitação para proclamar, solenemente, a Palavra de Deus na comunidade cristã. Com esta celebração solene, o Bispo do Algarve confirmou o Eurico Caetano, natural de Capelas – São Miguel (Açores), num serviço cada vez maior para com a Igreja local. Mais fotos na Galeria de Imagens