Desta forma, os Secretariados, Departamentos e Sectores que estavam sedeados na antiga zona dos Serviços Diocesanos mantêm-se ali, sendo que, daquele lado, apenas a Chancelaria Diocesana se deslocou para a nova ala, acompanhada da Vigararia Geral e do Tribunal Diocesano. Também para aquele lado passou a loja que serve as paróquias e as comunidades, tendo a sala onde antigamente funcionava sido convertida numa sala de reuniões. Actualmente quem se deslocar aos Serviços Diocesanos de Pastoral, à loja de apoio às paróquias ou ao Seminário Diocesano entra pela mesma porta (nº. 19), onde foi instalada uma portaria única. O padre Mário de Sousa, reitor do Seminário recorda que as obras que agora permitiram esta valorização dos espaços e a sua disponibilização para os Serviços Diocesanos de Pastoral foram motivadas pela necessidade de conservação do edifício. Também o cónego José Pedro Martins confirma que “a preocupação foi juntar mais serviços no mesmo lugar”. “Vai ainda deslocar-se para um dos antigos gabinetes, o arquivo dos processos de casamento”, assegurou o sacerdote, destacando que “só ficou ainda de fora o economato”.