Aconteceu no domingo, dia 19 de Março depois de, crianças e pais, terem participado na Celebração Dominical o­nde houve uma bênção especial para ambos. À tarde, também juntos percorreram então a Via Sacra com a sua moto ou automóvel, conforme os casos, excedendo até as expectativas dos organizadores. Cerca de quinze motos e quase três dezenas de automóveis percorreram o percurso iniciado pelas 17.30 horas nos Montinhos da Luz e que terminou pelas 19.30 horas junto da igreja paroquial de Nossa Senhora da Luz. Ao longo destas duas horas, a Via Sacra passou por Porto D. Maria, por Burgau, Almádena, Espiche e pelo Bairro da Bela Vistas (já na Vila da Luz). Na opinião da grande maioria dos participantes, entre os quais muitos jovens, esta experiência, sendo nova, e ,de certa forma, original, foi bastante bem acolhida por todos os membros daquela comunidade paroquial e não apenas por aqueles que habitualmente já celebram a fé. O mérito da iniciativa foiter feito chegar a mensagem cristã, em espírito Pascal, aos mais indiferentes e afastados da Igreja, para quem o testemunho público que esta acção provocou chegou a desafiar e até mesmo a incomodar. Além disso, os menos habituados a estas “andanças” no campo da fé, acabaram por escutar uma mensagem cristã e pascal, o que nos leva a crer que “a semente ficou” e que levaram algo para as suas vidas. Parece que esta experiência, tendo sido positiva, poderá no futuro ser retomada, embora sempre mais aperfeiçoada. Em cada paragem, era lido um texto de reflexão e cantado um cântico, o que ajudou os participantes a intervir, reflectir e até orar.